Politica Nacional de Erva-Mate vem para incentivar a produção sustentável da planta no país

Fotografia: Sueli Gabsk

O presidente Jair Bolsonaro sancionou no início de janeiro a Lei 13.791/19 – Política Nacional de Erva-Mate que tem por objetivo incentivar a produção sustentável da planta no país, elevando o padrão de qualidade e o desenvolvimento tecnológico agrícola e industrial do produto. O projeto original foi apresentado pelo deputado Afonso Hamm (PP/RS). Segundo estimativas, Cruz Machado é o maior produtor de erva-mate do Brasil e recebe com muito entusiasmo a notícia.

Entre as medidas previstas, está o crédito oficial para produção, industrialização e comercialização; a assistência técnica e extensão rural, especialmente para os agricultores familiares, pequenos e médios produtores rurais; a pesquisa e o desenvolvimento tecnológico; e as certificações de origem, social e de qualidade.

Segundo o SEAB – Deral no ano de 2017 foram produzidos 85 mil toneladas do produto somente no município de Cruz Machado. No Anteprojeto de Lei, proposto em 2015, Afonso Hamm citou que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), “em 2014 a erva-mate foi o principal produto extrativo alimentício do País em quantidade colhida (333 mil toneladas) e o segundo principal em valor (403 milhões de reais). O maior produtor de erva-mate extrativa foi o Estado do Paraná (86,3%), seguido de Santa Catarina (7,6%) e Rio Grande do Sul (6,1%)”.

Além do tradicional chimarrão, a Ilex Paraguariensisé utilizada no consumo de tererê e produção de pães, bolos, sorvetes, licores, energéticos, tortas e outros alimentos. Cosméticos também já estão na lista. Cremes hidratantes, pós-sol e até desodorantes são produzidos utilizando a erva-mate.

De acordo com pesquisas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, o chá de mate possui uma série de benefícios medicinais devido a seu alto teor de antioxidantes. Em um estudo in-vitro ficou constatado que a erva reduz os processos inflamatórios e, inclusive, tem o poder de combater o câncer. Além de prevenir o câncer e doenças de origem inflamatória, a erva-mate desacelera o envelhecimento precoce e atua como um estimulante para a disposição física e mental. Também ficou comprovada a redução do colesterol em pessoas que consomem diariamente o chá em infusão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *